Com um encontro no Corredor Cultural Ponto de Partida, o Itaú Cultural anuncia em Barbacena o novo formato do programa Rumos, que está com inscrições abertas até 14 de novembro.

Em sua 16ª edição, impelido pelo novo ambiente de produção cultural e pelos conceitos colaborativos das plataformas digitais, o Rumos passou por profundas modificações para fortalecer a relação com artistas e pesquisadores e garantir a sua perenidade e relevância. Agora, ao invés de abrir editais específicos para cada área de expressão artística ou intelectual, o Rumos assume caráter multidisciplinar. Hoje o programa oferece amplo campo de escolha e um mesmo projeto pode ser inscrito em diferentes modalidades. O participante – individual, duplo, trio, coletivo ou em grupo – não é obrigado a se enquadrar em uma única delas, a não ser que ache necessário.

Outra inovação está no protagonismo do artista. Antes, as regras já estavam definidas no momento das inscrições. A partir de agora, o proponente define o que precisa para realizar o seu projeto e desenhar a sua própria anatomia. “Vamos apostar no risco, nas complexidades e nas particularidades de cada trabalho proposto”, disse Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural.

A abertura e a busca por um modelo mais adaptado à realidade estão expressas, ainda, no processo de seleção dos projetos que receberão verbas de apoio da instituição. Antes, o instituto formava comissões com especialistas de áreas específicas para julgar as carteiras e organizar a apresentação das obras selecionadas. O novo formato traz outra abordagem.

A seleção é realizada por uma comissão interdisciplinar, lançando múltiplos olhares sobre as propostas inscritas. A comissão é integrada por especialistas e gestores do instituto. Além de fazer a seleção e organizar os trabalhos, em alguns casos, o grupo pode, ainda, atuar como mediador junto aos artistas, promovendo o diálogo com outras proposições e sugerindo reflexões que possam contribuir para o resultado final.  “A partir de agora, o Rumos passa a ser uma plataforma colaborativa, mais alinhada com o modelo de produção a que estamos assistindo na atualidade. Sempre com respeito às decisões e escolhas dos artistas e pesquisadores”, finalizou Saron.

Modalidades

O Rumos 2013 oferece um leque de escolhas para a inscrição dos projetos: a circulação de repertório de apresentações artísticas e de acervos no Brasil e no exterior; projetos de desenvolvimento de trabalhos artísticos – de instalações, composições, performances e coreografias a roteiros, espetáculos, ensaios fotográficos, programas de rádio, TV, internet, documentários, CDs e DVDs. Projetos de desenvolvimento de programas de computador artísticos/culturais, como plataformas web, games, agentes inteligentes, aplicativos, entre outros; organização e preservação de acervos, digitalização de documentos, entre outros, relacionados à arte e à cultura brasileiras.

Projetos em andamento para finalização também entram nas novas modalidades, assim como os que têm foco na educação cultural, formal ou não formal, desde que sejam realizados no Brasil; o desenvolvimento de pesquisas relacionadas à arte e à cultura brasileiras; e a publicação de projetos para a edição de livro, catálogo, revista, jornal, fanzine, quadrinhos ou outros, em qualquer suporte.

Críticas acadêmicas e jornalísticas às produções contemporâneas em todos os campos de expressão artística entram entre as modalidades neste mesmo programa, bem como propostas de indivíduos ou coletivos para vivências em residências nas áreas de artes, cultura, pesquisa e educação no Brasil ou no exterior e projeto de realização de seminário, simpósio, debate e oficina, entre outros, com a possibilidade de convidados do Brasil e/ou do exterior.

Se o artista conceber um projeto que não se aplica a uma destas modalidades, ele pode inscrevê-lo especificando detalhadamente o seu objetivo para avaliação da Comissão de Seleção.

As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de novembro, no site: itaucultural.org.br/rumos . Os selecionados serão informados por telefone e/ou e-mail, até dia 27 de maio de 2014. Em seguida, os resultados serão divulgados no site do Itaú Cultural e nos meios de comunicação.

barbacena-itau-cultural